Blog

Psicologia das cores: você sabia que cada cor pode alterar a percepção do seu cliente?

Psicologia das cores: você sabia que cada cor pode alterar a percepção do seu cliente? 1

O cérebro humano possui uma capacidade de sentir sensações diferentes de acordo com cada cor observada. Por conta disso existe um estudo sobre a psicologia das cores, que tenta entender quais são as sensações sentidas ao se observar cada tipo de pigmento.

A psicologia das cores é muito importante quando for efetuar um trabalho publicitário, pois por meio desta pesquisa, é possível definir o tipo de cor a ser utilizada na peça de acordo com a sensação buscada pelo cliente em seus consumidores.

Sensação de cada cor

Atualmente, tornou-se comum associar algumas cores a determinados tipos de produtos. Isso pode ser visto muito em peças publicitárias, na moda, decoração de interiores e até mesmo na escolha das cores da parede de um escritório.

Decidir qual o tipo de sensação a ser transmitida para o cliente é algo fundamental para criar a imagem desejada de determinada marca ou produto. Entretanto, não basta somente saber a representação de cada cor, é preciso saber como aplicá-las para se obter a sensação desejada.

Cada cor pode possuir uma identificação diferente, entretanto seus efeitos são iguais. Por exemplo, as cores frias como azul e roxo transmitem uma sensação de calmaria e suavidade, apesar do azul ser mais identificado com bondade e paciência, enquanto o roxo é mais ligado a criatividade e intuição.

Isso também acontece nas cores quentes, como o amarelo e o vermelho. Enquanto o vermelho é mais relacionado a paixão e sensualidade, o amarelo está ligado a alegria e energia, embora ambas as cores transmitam sensações de motivação e ação.

Psicologia das coresEstímulo

Em razão disso, é muito importante ter em mente que o estímulo criado pode ser alterado de acordo com a aplicação das cores e suas combinações. Para conseguir utilizar esse material com excelência, é necessário levar em conta outros fatores, como a relação da cor com o tema, o perfil do público-alvo, ordem de leitura, entre outros.

Por isso é muito importante não apenas conhecer os significados e a sensação transmitida pela cor, é preciso saber como elas se encaixam para que a criação do layout não seja prejudicada, podendo criar um trabalho atrativo e eficaz.

Como surgiu a psicologia das cores

Esse tipo de pesquisa surgiu no século XVII, após a descoberta de Isaac Newton, que ao realizar o experimento de passar uma luz branca por um prisma, ela se dividia em outras cores. Após essa descoberta, começou a ser notado que ao misturar alguns desses pigmentos, seria capaz obter outras cores.

Mais tarde, o pesquisador alemão Johann Wolfgang Von Goethe iria criar o estudo chamado “Teoria da Cor”, que é utilizado até hoje nos cursos de comunicação. De acordo com as pesquisas, foi visto que a cor não depende apenas da luz e do ambiente.

Foi identificado que para se identificar a cor, também seria necessário um terceiro fator, a percepção do objeto que os seres humanos possuem. A partir daí, começou a se notar a relação dos tons com as sensações e efeitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *