Blog

As cores CMYC no sistema de impressão

As cores CMYC no sistema de impressão 1

As cores CMYK são muito utilizadas no sistema de impressão, seja nos jornais ou em panfletos, essas cores são que melhores se destacam nesse tipo de método. A sigla CMYK representa quatro cores que são essenciais para que o método funcione.

A letra C representa a cor Ciano; a letra M, magenta; A letra Y é Yellow (amarelo, em inglês), e por fim temos a letra K, que representa a cor preta. A cor preta é representa pela letra K pois ela é uma cor chave (key significa chave em inglês). Todas essas cores são conhecidas como cores pigmento.

Como funciona o sistema CMYK na impressão?

As cores CMYK compõem o sistema de pigmentação subtrativo, isso quer dizer que para se obter um tom desejado, é necessário remover uma certa quantidade de cores no momento da impressão para se obter a desejada.

Por conta disso, a cor preta é considerada a cor chave desse sistema, pois ela é a mistura de todas as cores. Para colorir o papel no momento da impressão, o CMYK utiliza o recurso reticulado meio tom. Esse procedimento aplica as cores no formato de pequenos pontos.

Por meio desses pontos, é capaz misturar os pigmentos para se obter a cor desejada. Esse estilo de coloração funciona graças a uma ilusão de ótica, que faz com que o observador identifique a cor de acordo com o tamanho dos pontos e a distância entre eles.

Ou seja, o sistema CMYK não faz uma mistura entre as cores ciano, magenta, amarelo e preto, ele apenas utiliza desses pigmentos para criar uma ilusão de ótica, que transmite a cor desejada para quem vai ver o material impresso.

Sistema de cores CMYC

Cuidados ao utilizar o CMYK

Um dos principais cuidados que deve se ter ao utilizar o sistema CMYK na impressão é com a cor preta. Por não ser uma cor pura, devido a sua composição que é a mistura de todas as outras cores, o preto exige muito do material usado na impressão.

Isso deve-se ao fato de que, para se obter a cor preta, é preciso fazer a combinação de todos os pigmentos do CMYK, ou seja, é preciso fazer a aplicação de ciano, magenta, amarelo e preto (representado pela combinação: C 100 M 100, Y 100 K 100).

Por conta disso, ao fazer essa aplicação alguns materiais podem vir a rasgar, por conta da espessura do papel. Além disso, utilizar o preto composto (com todos os pigmentos) para a aplicação do preto acaba aumentando o custo da produção, encarecendo os gastos com a impressão.

Por conta disso, utilizar apenas o K (preto puro) para a aplicação dessa cor evita desgastes com o papel e o aumento dos custos. Trabalhar com o preto puro, principalmente ao imprimir textos, ajuda a manter a qualidade obtida na impressão, apesar de utilizar menor quantidade de gramaturas.

A coloração K é a mais barata do mercado, por isso compensa mais utilizar ela para imprimir essas partes do que aposta na mistura entre todos os pigmentos. É aconselhável utilizar o preto chapado somente para fundos e grandes áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *